Get Amazing Stories

Get great contents delivered straight to your inbox everyday, just a click away, Sign Up Now
Email address
Secure and Spam free...


Escada para avião na cosntrução do Boeing 737

A montagem de um avião é um processo extremamente complexo e um dos motivos podem ser explicados através de números: são 367.000 peças, 367.000 parafusos e porcas, além de 58 quilômetros de cabos elétricos, e ainda, a aeronave não é feita integralmente no mesmo local. No caso do Boeing 737, a fuselagem é feita em Wichita no Kansas. Quando a fabricação da fuselagem termina, ela é colocada dentro de um vagão de trem, viaja por volta 3.500 km até Renton. É transferida para um carro maior, que leva a fuselagem até o prédio de montagem final.
A montagem final leva cerca de 13 dias e nos primeiros dias os trabalhadores trabalham a parte interna da aeronave. Diante da dimensão do 737, os trabalhadores necessitam de uma série de ferramentas como escadas para avião. A escada dupla de alumínio é uma escada para avião interessante, pois assim como as demais ferramentas, os trabalhadores devem levar tudo para dentro da aeronave para montar o isolamento interno nas paredes e no teto do avião, os canos e a fiação. Finalizada esta etapa, a montagem do trem de pouso e das duas asas são feitas usando ferramentas de elevada precisão, pois qualquer irregularidade pode resultar em maior consumo de combustível ou uma falha que pode colocar em risco centenas de vidas.
Nesta etapa da montagem o Boeing começa a ganhar a aparência de um avião, pois sem as asas, os aviões se parecem mais com um charuto. Com o trem de pouso instalado, os guindastes são dispensados e o avião passa a rodar no chão da fábrica, e conforme o avião caminha a uma velocidade de 5cm/minuto, a linha de produção móvel se posiciona próxima a aeronave. Este tipo de configuração de montagem ajuda a reduzir o tempo de montagem, os estoques e o custo de produção. A linha só para quando há a necessidade de resolver problemas críticos, nos intervalos dos operários ou nas trocas de turno. Na sequência, testes de pressurização são efetuados para verificar se há algum vazamento e os trens de pouso passam por testes de retração. Se os dois sistemas forem aprovados, o avião é encaminhado para as etapas finais de montagem.
Novamente o interior é trabalhado, sendo instalado os assentos, lavatórios, compartimento de bagagem, painéis do teto e outros equipamentos. Novamente a equipe de montagem leva todas as ferramentas para dentro e dentre elas a escada para avião (banquetas industriais, escadas duplas ou escadas plataforma). Finalizado o interior, resta apenas a montagem dos motores, a pintura e os testes finais para que na sequência o Boeing 737 possa ser entregue para seu cliente.

Em nosso site você encontrará: