Get Amazing Stories

Get great contents delivered straight to your inbox everyday, just a click away, Sign Up Now
Email address
Secure and Spam free...


Escada Paralela

A escada paralela mira no uso em comércio, assim como na industria, na verticalização de estoques, mostruários, estantes, e visa facilitar a acessibilidade e a proximidade com itens de comercialização (ou separação para produção) que dependam de exame de detalhes ainda no local: é o caso de nomes de remédios, títulos de publicações, ou características técnicas de componentes eletrônicos, por exemplo; outra exigência, evidentemente, é não comprometer ou retardar a acessibilidade às prateleiras inferiores, onde o acesso é direto. Construída sobre plano único, a escada pararela funciona apoiada em paredes, estantes ou estruturas, e pode ser vinculada (na parte superior) a um trilho horizontal, funcionando inclinada, e possibilitando seu recolhimento à posição vertical, o que simplifica a circulação nas áreas próximas às estantes, e a realocação da escada sob demanda.

Nem sempre o sistema descrito acima possibilita mobilidade total da escada ao longo do perímetro do estoque: a funcionalidade pode ser otimizada em alturas limitadas, para escadas curtas e principalmente leves. Para alturas maiores, que exijam escadas mais longas, um sistema como o descrito, desde que projetado cuidadosamente, chega a multiplicar a altura de estocagem. Nestes casos, é essencial assegurar a mobilidade ao longo de todo o perímetro, desenvolver um trilho de apoio funcional, associado-o eventualmente a um par de rodízios na extremidade inferior (ou um trilho adicional), eventualmente a um par de casters, que inclusive possua freio de estacionamento.

Escadas paralelas podem operar fixas em paredes ou chapas verticais, viabilizando montagens consecutivas em lances padronizados, assegurando praticidade para aplicações em silos, tanques e caixas de água, torres, poços, edifícios, marquizes, geradores eólicos, obras de engenharia civil, e estruturas de acesso restrito. Uns poucos detalhes construtivos adicionais permitem obter escadas de marinheiro, dotadas de guarda-corpos. A padronização as torna simples de repor, mesmo a conservação de estoque de peças de reposição.

Alumínio

Quando a questão é peso, o Alumínio é imbatível em termos de desempenho: apresentando densidade pouco menor que 35% em relação à do Ferro, e admitindo extrusão e gerando elementos tubulares, que além de proporcionar resistência bastante similar à dos equivalentes maciços, produzem uma redução notável no peso dos componentes e do conjunto.

Ergonomia

As escadas paralelas, assim como as escadas marinheiro são construídas com largura de 400 mm, o que as compatibiliza com a maioria das estaturas de usuários. Vale algo semelhante quanto ao peso, que pode chegar em caráter saudável até 120 kg. O passo entre degraus é dimensionado ao ponto de exigir flexão discreta de joelhos, de modo a não comprometer a capacidade de impulsão das pernas no caso da subida, ou de amortecimento no caso da descida. A largura dos degraus deve possibilitar que o operador trabalhe apoiado por períodos prolongados sem fadiga ou pressão excessiva sobre as plantas dos pés. Perfis antiderrapantes, corrugados ou recartilhados, aliados a frisos ou revestimentos de borracha, são importantes para evitar deslizamentos indesejáveis, desde que calçados compatíveis com o serviço, dotados de solado adequado, estejam em uso.

Produtos Relacionados

Escada Pararela

Escada Pararela

Escada Dupla Regulável

Escada Dupla Regulável

Escada Plataforma Trepadeira

Escada Plataforma Trepadeira

Escada Dupla Extensível

Escada Dupla Extensível