Get Amazing Stories

Get great contents delivered straight to your inbox everyday, just a click away, Sign Up Now
Email address
Secure and Spam free...


Perigos no trabalho – A importância da escada antiderrapante

Segundo a Organização Internacional do Trabalho no ano de 2011 foram registrados 636.118 acidentes de trabalho (não fatais) e 2938 acidentes fatais. Durante as obras olímpicas no rio de Janeiro houveram 11 mortes e nos jogos de Londres, em 2012, não houve nenhuma morte. As normas de segurança no trabalho brasileira são extremamente rigorosas, com 36 normas regulamentadoras das condições de trabalho, com um leque exaustivo de condições de trabalhos, abordados de forma específica, para que para cada condição de trabalho haja equipamentos de segurança e procedimentos ideais com a finalidade de reduzir ou até eliminar riscos de vida.

Desta forma, muitas vezes é perguntado o porquê de tantos acidentes de trabalho? Na maioria das vezes os acidentes acontecem devido há um pensamento simplório almejando agilidade na execução da tarefa que é: “é rapidinho, só vou subir ali, trocar a lâmpada e descer”. E nestas atividades simples e rápidas são as que mais causam acidentes, pois focando na rapidez de executar a tarefa, o operador não se preocupa em usar sinto de segurança, capacete, luvas ou equipamento específico para o tipo de atividade que será executado.

Toda indústria que oferece risco à saúde do colaborador deve oferecer instruções, equipamentos e treinamentos e tratar os engenheiros e técnicos de segurança com profissionais de extrema importância, pois na dúvida, eles darão amparo, suporte e indicação de conduta e uso de equipamentos que serão capazes de até eliminar o risco à saúde do operador, em determinadas atividades. Um exemplo de atividade que oferece risco e são praticadas tanto no trabalho quanto nas residências, é o uso de escadas. Muito usadas para executar simples tarefas, como trocar lâmpadas, antes de se iniciar a atividade, o executante deve verificar a integridade da escada, se ela oferece estabilidade, é adequada ao peso do usuário, possui isolamento elétrico nos casos de atividades envolvendo eletricidade e possuir pés nivelados e com propriedades antiderrapantes.

As escadas móveis, além de possuírem degraus antiderrapantes, devem ser construídas com materiais apropriados e de forma que os degraus, mesmo na presença (acidental de líquidos ou outras sujeiras) ofereçam ótima aderência ao solado do calçado (mesmo quando este se encontrar sujo ou gasto). Ou caso a escada não possua esta qualidade, o fabricante deve imprimir os procedimentos de uso adequados nos manuais do produto e de forma permanente, colocar avisos na escada. Estas informações também são válidas para escadas fixas, permanentes. Além dos degraus serem projetados de acordo com a norma regulamentadora, a forma e o ambiente que será usada deve ser analisada antes, para que procedimentos e materiais que reduzam riscos sejam aplicados na escada.

Em nosso site você encontrará: